quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Conveniências.

Não gosto de conveniências. Não gosto de ter que viver sorrindo sem querer para, principalmente, quem não gostaria nem de ver.

Tenho ódio de querer muito dizer uma coisa, geralmente a verdade, a uma pessoa e nao poder por causa da tal conveniência.

Hoje estou com vontade de falar a umas dez pessoas que os pensamentos delas estam equivocados. Que o mundo é mais que isso. Que outras pessoas não podem ser encriminadas pelo que não são.

Queria que o mundo fosse diferente. Assim eu nao seria obrigada a gostar de quem nao suporto.

Abaixo as conveniências. Alto a felicidade pessoal.

2 comentários:

Fernanda disse...

Ameiiiii esse texto tb!!! É muito ruim termos q sorrir e ser educada c quem não gostamos. Ter q engolir muitos sapos em nome da boa educação e p não desagradar os outros. E nós, como ficamos??!!!

Pris 2 L disse...

eh muito dificil meeeeeesmo!!!!!!
=/

tbm odeio conveniencias e fujo delas como o diabo da cruz...
=p